Regulamentação de jogos de azar no Brasil

Em entrevista à coluna do jornalista Guilherme Amado, na revista Época, o professor do Instituto Protege, Jaques Reolon, falou das novidades no cenário político a respeito da regulamentação dos jogos de azar no país.

Na reportagem, o advogado e autor do livro Cassinos, jogos de azar e loterias – liberação no Brasil, lançado este ano, relembra que o tema ressurgiu no atual governo e deve ser tratado com mais ênfase pelos ministérios da Justiça, da Economia e da Saúde.

Na opinião de Reolon, o melhor caminho é que sejam liberados primeiramente os cassinos em resorts. Para ele, a decisão facilita a fiscalização e gera investimentos que trazem uma maior dinâmica à economia do país.

“Cassinos ficam proibidos de fazer financiamento aos jogadores. Os prêmios têm de ser também digitais, informados ao Coaf (Unidade de Inteligência Financeira), e os jogadores, cadastrados”, projetou o advogado.

Confira aqui a íntegra da entrevista

Confira a entrevista republicada na Games Magazine

Saiba mais sobre a Legalização de bingos, cassinos e jogos de azar

Compartilhe

Últimas Notícias

Alguém que fez uma denúncia anônima na ouvidoria de um órgão pode se arrepender e solicitar o cancelamento da reclamação/denúncia?

27/02/2020
A existência de um canal de denúncia, como a ouvidoria, é um dos mecanismos internos de integridade que tem por objetivo prevenir, detectar e sanar desvios, fraudes, irregularidades e atos ilícitos. Nessa medida, toda reclamação ou denúncia é um indício de possível não conformidade; e sempre que a instituição tome conhecimento de fatos dessa natureza, deve iniciar uma análise preliminar para aferir até que ponto deve avançar na investigação da não conformidade. Leia Mais

Compras públicas: Cinco lições com o coiote e o papa-léguas

20/02/2020
Uma coisa que me incomodava muito era não entender como a Administração Pública, invariavelmente, deixa de alcançar a tão esperada excelência em suas contratações. Será que a resposta para esse incômodo era algo que eu já sabia, mas que de tão simples, ficava perdido em meio a tantas ponderações? Leia Mais

Licitação Deserta – como conduzir?

05/02/2020
Fazer uma licitação e ela acabar “deserta”, é frustrante. Uma licitação recebe esse nome, quando nenhum fornecedor (licitante) comparece. Apesar dessa situação ser rara, é possível que ocorra. O que o gestor público deve fazer nesse caso? Leia Mais

Contato



(61) 3548.0040 (61) 99177-1769
contato@institutoprotege.com.br

SHIS QL 12, Conjunto 4, Casa 20 – Península dos Ministros – Lago Sul – Brasília / DF

Atendimento via WhatsApp

Siga-nos