Primeiro curso aberto do Instituto Protege aborda novo decreto do pregão eletrônico

“A capacitação traz a segurança necessária para a atuação do gestor”, destaca diretor presidente do Instituto

Mais de 40 pessoas participaram nessa semana do primeiro curso aberto, ofertado pelo Instituto Protege. O tema da capacitação foi o Decreto nº 10.024, que estabelece a utilização obrigatória do pregão eletrônico para licitações no âmbito federal. Foram dois dias de palestras com professores e especialistas da área. O diretor presidente do Instituto, professor Murilo Jacoby Fernandes, destacou a relevância do tema para o preparo de gestores que lidam com processos licitatórios. “O decreto muda muito a rotina na administração pública, o que torna este treinamento imprescindível para enfrentar os desafios que virão após a vigência da norma (28 de outubro). A capacitação traz a segurança necessária para a atuação do gestor”, afirmou.

Pela manhã do segundo dia, o diretor presidente abordou a necessidade do planejamento para o alcance de resultados eficientes do processo licitatório. “O pregoeiro deve estar sempre atento para a combinação entre interesse público e a melhor solução para o problema”, ressaltou.

O curso contou também com palestra do especialista em direito público, Victor Amorim, que comentou os novos e velhos desafios do pregão. Ele ressaltou a importância da articulação entre os setores público e privado para criar legislações eficientes nessa área. “Não podemos esquecer que o pregão é um meio para fazer negócios. A administração pública não pode partir do pressuposto de que é ela que determina como o mercado funciona. É necessário ver o mercado como parceiro e fazer regulamentações a partir dessa lógica”, disse.

Coloque na agenda!

Não pode participar da primeira edição? Fique tranquilo que nessa sexta (11/12) divulgaremos as datas para a segunda edição com uma equipe de professores de alto nível.

Compartilhe

Últimas Notícias

Robôs em licitações: menos isonomia ou mais eficiência?

27/01/2020
A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou, no início de dezembro, a Operação Decepticons, nome inspirado no uso de softwares para lances automáticos em licitações, conhecidos como “robôs”. Independentemente das ilegalidades apontadas pela investigação – como conluio e fraude – é interessante observar que a inspiração parte da premissa equivocada de que o uso dessa tecnologia em pregões eletrônicos é ilegal. Leia Mais

Instituto Protege agora está mais conectado

17/01/2020
Agora em 2020 está ainda mais fácil seguir as ações do Instituto Protege Escola Brasil, referência em Direito e Administração Pública. Além do LinkedIn, o Protege abriu canais no Instagram e no Facebook para divulgar informações sobre cursos, eventos, palestras e lançamento de livros. Com o objetivo de ampliar o conhecimento e melhorar a gestão pública brasileira, o Instituto Protege se dedicará ainda mais este ano em capacitação, investindo, inclusive, na plataforma de educação à distância. Leia Mais

Processo Licitatório

05/12/2019
Por RHS Licitações
Licitação é o procedimento realizado pela Administração Pública que visa à contratação de um serviço ou à aquisição de um determinado bem, necessário à atividade desenvolvida pelo Poder Estatal, pela oferta mais vantajosa. O processo se desenvolve por meio de um encadeamento de atos em que se permite a qualquer interessado participar da disputa em condições de igualdade, assegurado o direito ao contraditório e ampla defesa. A Administração deve, assim, obedecer a Lei e cumprir as determinações do Edital, julgando de forma imparcial as propostas concorrentes. Leia Mais

Contato



(61) 3548.0040 (61) 99177-1769
contato@institutoprotege.com.br

SHIS QL 12, Conjunto 4, Casa 20 – Península dos Ministros – Lago Sul – Brasília / DF

Atendimento via WhatsApp

Siga-nos